4.5.19

✖ "Eu fiquei sozinha o jogo todo", diz Tereza Souza ao blog sobre sua participação no BBB19

Foi num belíssimo fim de tarde em Recife, que o blog se encontrou com a ex-bbb Tereza Souza. Uma semana após a grande final da décima nona temporada do "Big Brother Brasil", a ex-participante abriu o jogo sobre sua participação no programa, além de comentar sobre sua vida pós-reality. 

Aos 53 anos de idade, a pernambucana Tereza Souza, marcou presença na casa mais vigiada do país, sendo a sétima eliminada da atração. Para quem não sabe, ela é Psicanalista e Técnica de Enfermagem. Engajada em projetos sociais, apesar de não ter levado o prêmio milionário do programa, acredita que "deu o seu recado", mostrando o quanto uma mulher nordestina é guerreira. Confira abaixo a entrevista na íntegra:

Imagem/Reprodução/Blog do Mario Brito

- Como você avalia sua participação no 'Big Brother Brasil'? 
Tereza Souza: Totalmente positiva. Eu fiz o que eu queria fazer dentro da casa do "Big Brother". Eu queria mostrar uma mulher nordestina, sertaneja, cheia de garra, e consegui demonstrar tudo isso. Apesar do meu lado emocional, e, pelo fato de ter chorado tanto, não deixei de mostrar em nenhum momento a mulher guerreira que eu sou. 

- Agora que o programa acabou, e, você analisando toda sua participação dentro do programa. Gostaria de saber se você mudaria alguma coisa?
Tereza Souza: Sim. Eu mudaria sim! Não daria tanto ouvido para as conversas de Rodrigo e Gabi. Nessas situações eu teria agido de uma outra forma. 

- Você disse que mudaria, mas, e arrependimentos? Tem algo que você se arrepende de ter feito? 
Tereza Souza: Arrependimento mesmo foi só isso que citei mesmo, talvez em algumas situações teria resolvido de outra forma, não só na base do "conversa que resolve". 

Imagem/Reprodução/Imagem da Internet/Rede Globo
- Entre Gaiola e Villa Mix... você se sentiu dividida entre os grupos? 
Tereza Souza: Eu falei até no "Mesa Redonda", que eu sou muito livre para caber em uma caixinha. Eu não sou Gaiola, e, nem sou Villa Mix. E assim, que fique bem claro que fechei com a Villa Mix no início do jogo, pois, eles diziam que eu tinha 5 votos da Gaiola, quando cheguei no paredão não tinha. Daí, eu percebi que não era daquela maneira que eu queria jogar, e rompi com eles pela forma de jogar, não rompi com a amizade deles. Mas, quando rompi com eles, o outro lado não me aceitou. Então, eu fiquei sozinha o jogo todo. 

Você pensou em desistir do programa? 
Tereza Souza: Eu pensei em desistir não por não ter lado, e, sim quando não pude ver meu filho. Eu já estava muito mexida emocionalmente, e, ali foi a tacada final. Então, naquele momento pensei "eu posso acabar com esse sofrimento agora". 

- E, parando para pensar o que o programa representou na sua vida?
Tereza Souza: Representou o que eu consegui levar para o público, a mulher guerreira. Então, olho e penso: "que bom que fiz isso". 

- Toparia participar novamente do programa?
Tereza Souza: Na hora, é só chamar (risos). E, agora que eu sei como é, agora que eu tô pronta. Pode chamar. 

Imagem/Reprodução/Imagem da Internet/Rede Globo
- Você vem mantendo contato com seus colegas de confinamento? Tem alguém que não queira ver nem pintado de ouro?
Tereza Souza: Falei com todos já, tem alguns que a gente tem mais afinidade, e outros a gente tem menos. Mas, me dou bem com todos os participantes. Falo muito com o Gustavo, eu falo quase diariamente com o Vinicius, a Elana está com muitos trabalhos, mas, sempre que eu ligo ela me retorna e conversamos bastante. 

- A Paula foi a grande campeã, mas, sua torcida na final era para o Allan. Além deles, tinha alguém que você queria ver na final do programa?
Tereza Souza: Elana, sem dúvidas. Queria muito vê-la na final, e, quando saí disse em todas entrevistas que minha torcida seria para ela. 

Imagem/Reprodução/Imagem da Internet/Rede Globo 
- Quais são seus projetos pós-BBB?
Tereza Souza: Continua querendo espaço para falar dos meus projetos sociais. Tenho uma casa de acolhimento, de ex-detentas, chamada "Casa das Marias". E, o outro projeto chama-se "Escuta na Praça", onde eu e mais um grupo de amigos voluntários fazemos uma escuta qualificada com um olhar psicanalítico gratuitamente. Além, de ganhar dinheiro, tudo que aparecer eu topo... Nunca imaginei eu aos 53 anos de idade modelando... 

Finalizando a entrevista deixe uma mensagem aos leitores do blog, e ao público que te acompanha nas redes sociais: 

Tereza Souza: Primeiramente muito obrigada por ter me procurado, foi um prazer te conhecer Mario Brito. Obrigado pelo apoio, mesmo de tão longe, e para vocês que leram essa entrevista, acreditem nos seus sonhos, quem imaginou uma nordestina que nem eu chegaria no "Big Brother"? E, me sigam no instagram @teterezasouza 

Para-para-para-p a r a! Ainda temos mais conteúdo desta entrevista com a Tete. Fizemos um bate-bola sobre o programa para o meu canal, confira abaixo o vídeo: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Blog do Mario Brito - Todos os direitos reservados.
Layout criado por: Julia Villela.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo